Lesões Desportivas (7 Tipos mais importantes)

10-10-2017 19:03

7 Tipos de lesões no Desporto

Lesões Músculo-Esqueléticas no Desporto

Lesões Músculo-Esqueléticas no Desporto

 

As lesões músculo-esqueléticas (LME) são frequentemente definidas como um conjunto de patologias que afetam os músculos, tendões, ligamentos, articulações, nervos, discos vertebrais, cartilagem, vasos sanguíneos ou tecidos moles associados e podem ser causadas ou agravadas pela atividade física.

 

            Este tipo de lesões caracteriza-se pela dor e perda da função física da zona corporal afetada, limitando a atividade dos indivíduos afetados, e podem afetar pessoas de qualquer faixa etária.

 

            As LME provocadas pela prática desportiva podem ter origem traumática aguda ou serem resultantes da sobrecarga recorrente do sistema músculo-esquelético devido a movimentos repetitivos realizados ao longo do tempo.

1. Lesões no Tornozelo e Pé

Lesões no Tornozelo e Pé
 

O tornozelo permite diversos movimentos do pé, graças a isso conseguimos caminhar, correr e saltar. Esta articulação é composta por ligamentos e ossos sendo que estes têm de suportar todo o peso do nosso corpo.

Para serem usada após uma lesão, as ortóteses devem cumprir alguns princípios, que no caso do tornozelo passam por suporte, compressão/imobilização eficaz, dependendo do tipo de lesão, facilidade de utilização e o conforto, de forma a garantir que o tratamento é realizado na sua plenitude.

(ver artigo entorse de tornozelo)

 

Lesões mais frequentes:

 
Entorse em inversão (lesão mais comum - 90%):

  Dor e tumefação em torno do maléolo externo.

 

entorses em inversão e eversão

Entorse em eversão (lesão menos comum - 10%)

  Dor e tumefação em torno do maléolo interno;

  Geralmente acompanhado por fratura óssea ou micro fratura.

 

Lesões de ligamentos
Fascite plantar
Fraturas do pé e tornozelo
 

 Suporte de Tornozelo Elástico Suporte de Tornozelo Elástico desportivo

Suporte de Tornozelo Elástico

 

2. Lesões na Coxa e Perna

 
Lesões na Coxa e Perna
 

A lesão mais comum nesta zona do corpo é o estiramento muscular onde, por vezes, pode haver rutura parcial dos músculos. Este tipo de lesões está associado a desportos como o atletismo, o futebol, o basebol, entre outros.

 

Os músculos mais afetados são o quadricípite, os isquiotibiais, os músculos adutores e o tricípite sural (gastrocnémios ou gémeos e solear).

 

Principais causas:
  • Ausência de aquecimento e alongamento;
  • Desequilibro muscular;
  • Movimento incorreto do corredor;
  • Falta de flexibilidade muscular;
  • Falta de tónus e resistência muscular;

 

É importante salientar que para se evitar estas lesões é necessário possuir um tónus equilibrado entre os músculos anteriores e posteriores da coxa. O estiramento muscular está muitas vezes associado a uma diminuição ou igualdade do tónus entre os isquiotibiais e o quadricípite.

 

 

 Coxa Elástica - Orliman Sports PERNEIRA ELÁSTICA - Orliman Sports

      Coxa Elástica, Perneira Elástica

 

3. Lesões no Joelho

Lesões no Joelho

 

A articulação do joelho é uma das articulações mais complexas e instáveis do nosso corpo pois desempenha uma função de pivot na maioria dos movimentos associados ao desporto. Por isto, e graças à elevada tensão e peso que suporta, é um alvo principal em muitas de muitas lesões.

 

Ligamento cruzado interno 

(choque violento na parte externa do joelho. Elevada torção externa da parte inferior da perna, levando ao movimento do joelho para dentro)

Dor na região interna do joelho;

Dor ao fletir/estender o joelho;

Instabilidade do mesmo;

Edema e hemorragia interna do joelho.

 

Ligamento cruzado externo 

(choque violento na parte interna do joelho)

Dor na região externa do joelho;

Dor ao fletir/estender o joelho;

Instabilidade do mesmo;

Edema.

 

Ligamento cruzado anterior 

(torção do joelho de forma brusca. Choque violento na região posterior)

Dor aguda e impossibilidade de continuar a atividade física;

Instabilidade do joelho;

Tumefação e hemorragia interna.

 

Ligamento cruzado posterior

(impacto violento do joelho contra o solo. Choque violento na parte inferior do joelho)

Dor aguda e impossibilidade de prosseguir com a atividade;

Instabilidade do joelho;

Tumefação e hemorragia interna.

 

Tendinite rotuliana/joelho do saltador 

(dor ao redor da rótula)

  O tendão rotuliano sofre lesões devidos aos saltos frequentes.

 

Luxação da Rótula:

Existe separação permanente das superfícies articulares, podendo ser completa se for total ou incompleta se for parcial.

Na maioria dos casos é causada por fatores como uma rótula alta, displasia fémur-rotular ou por traumatismos

 

Lesões Meniscais:

Os meniscos servem para transmitir forças entre o fémur e a tíbia com objetivo de estabilizar o joelho, assim como a distribuição de fluido sinovial através do joelho.

A lesão ocorre principalmente nos movimentos de rotação quando o pé está fixo no solo.

São caracterizadas por uma dor aguda que posteriormente é acompanhada por uma inflamação que dificulta a flexão-extensão do joelho. Quando a lesão é crónica sente-se uma dor e bloqueio do joelho.

 

Doença de Osgood-Schlatter (dor em torno da patela)

Ocorre frequentemente em crianças, especialmente do sexo masculino com idades compreendidas entre os 11 e os 18 anos.


A região da Tíbia que está em crescimento é repetidamente puxada por um ligamento, consequentemente, a parte que une o osso ao ligamento apresenta tumefação e rutura.

 

Joelheira Estabilizadora Médio-Lateral FlexivelJoelheira Estabilizadora Desportiva Orliman

Joelheira Elástica com Almofada de Gel e Estabilizadores Laterais
 

4. Lesões na Anca e Coluna

Lesões na Anca e Coluna
 

A anca absorve os choques provenientes dos membros inferiores e suporta o peso da parte superior do corpo, por esta razão está frequentemente sujeita a tensões causadas pelo peso e impacto, especialmente durante a prática desportiva. É através desta articulação que são realizados os movimentos de flexão, inclinação lateral e rotação da coluna.

 

Lombalgias (comum em atletas):

Deslocamento numa posição anormal;

Impacto súbito ao nível da anca;

Forte torção da anca;

Fadiga acumulada por treino excessivo.

 

→ Três técnicas para combater a lombalgia:
  1. Aplicação de pressão abdominal adicional;
  2. Restrição da extensão dorsal;
  3. Estabilização da articulação sacroilíaca.

 

Estiramento muscular (causas musculares e fasciais):
  • Dor ao fletir o tronco para a frente;
  • Dor em climas mais frios;
  • Dor aquando um período prolongado na posição de sentado;
  • Rigidez crónica;
  • Dor quando é exercida pressão.

 

Espondilolise/espondilolistese

Espondilolise: Fratura de uma vértebra lombar devido a um movimento extremo;

Espondilolistese: Deslizamento para a frente de uma vértebra lombar.

 

Faixa em Neoprene Abdominal 

Faixa em Neoprene Abdominal

 

5. Lesões no Ombro

Lesões no Ombro
 

O ombro é uma articulação esférica e é a articulação com maior amplitude de movimento do corpo humano. Devido a este fator é uma articulação extremamente instável e com tendência para sofrer lesões como, por exemplo, luxações, que ocorrem porque os músculos superficiais possuem uma maior força do que os músculos profundos, levando a um desequilíbrio e consequente lesão.

 

Lesão da coifa dos rotadores

Devido à rotação brusca da articulação escápulo-umeral;

A principal causa são os movimentos de lançamento repetitivos;

Os sintomas são dor e fadiga ao levantar o braço.

 

Conflito subacromial:

Tendão do músculo supra-espinhoso: causada por pressão neste tendão, a dor é sentida desde o ombro até ao braço e aumenta ao levantar o mesmo;

Tendão do músculo infra-espinhoso: causada por movimentos anormais resultante num desequilíbrio muscular em torno do ombro.

 

Luxação da articulação escápulo-umeral


Considera-se uma luxação do ombro quando ocorre a saída da cabeça umeral da articulação. Quando o deslocamento é parcial considera-se uma subluxação.

 

 Suporte de Ombro Unilateral em NeopreneSuporte de Ombro bilateral em Neoprene

Suporte de Ombro Unilateral em Neoprene, Suporte de Ombro Bilateral em Neoprene

 

6. Lesões no Cotovelo

Lesões no Cotovelo
 

O cotovelo e respetivos músculos permitem a execução de movimentos complexos, nomeadamente no que toca a ações de controlo e velocidade.

 

Epicondilite (Cotovelo de tenista): 

Causada pela execução de movimentos repetitivos do pulso para o lado e ocorre no epicôndilo (zona externa)

Provoca dor na zona da inserção dos músculos epicondileos localizados na região externa do cotovelo, mesmo durante as atividades quotidianas. 

 

Epitrocleites (cotovelo do golfista):

Lesão causada por um movimento incorreto e ocorre na epitróclea (zona interna);

Provoca dor na zona da inserção dos músculos epicondileos na parte interior do cotovelo.

 

Artroses do Cotovelo:

Na maioria dos casos é secundária a um excesso de atividade física na articulação, traumatismos anteriores, entre outros.

Caracteriza-se por uma inflamação e degeneração na cartilagem e outros tecidos com redução global da mobilidade.

 

Fraturas do cotovelo

Cotoveleira Elástica com Almofadas em Gel

    Cotoveleira Elástica com Almofadas em Gel

 

7. Lesões no Pulso e Polegar

Lesões no Pulso e Polegar
 

Lesões nestas zonas corporais são complicados uma vez que ocorrem nas articulações que nos permitem agarrar e manusear as coisas. O pulso é constituído por 8 ossos do carpo, o rádio e o cúbito e ainda por diversos músculos e articulações. Por sua vez, o polegar é composto por 3 ossos e 3 articulações que permitem assim dar a este dedo uma mobilidade especial relativamente aos restantes.

 

Principais lesões:

 

Peritendinte:

É causada por sobrecarga do pulso e causa dor e edema;

Normalmente é associado a atletas que fazem desporto associado a raquetes, tais como, badminton, ténis etc.

 

Entorse/equimose/fratura/luxação:

      A entorse é a lesão que ocorre com mais frequência.

 

Lesão do ligamento lateral da articulação metacarpofalângica (MCP) do polegar:

Normalmente está associada a um objeto que bate com grande força e intensidade no polegar;

Causa dor e edema.

 

Contusão/Fratura/Luxação de dedos:

Uma contusão do polegar em posição fletida pode indicar uma luxação ou fratura da articulação metacarpiana (CM).

 

Ortótese Imobilizadora de Punho e Polegar

    Ortótese Imobilizadora de Punho e Polegar

 

 

Referências Bibliográficas:

 

Pinho, M. C., Vaz, M. P., Arezes, P. M., Campos, J. R., & Magalhães, A. B. (2013). Lesões músculo-esqueléticas relacionadas com as atividades desportivas em crianças e adolescentes : Uma revisão das questões emergentes. Motricidade, 9(1), 31–49. https://doi.org/10.6063/motricidade.9(1).2461

ZAMST Athete Saver. Ortóteses para Atletas.

Orliman®

 

Lesões Desportivas (7 Tipos mais importantes)

Não foram encontrados comentários.

Novo comentário