Diferenças meias de compressão elásticas e meias de descanso?

17-07-2019 12:51

Meias de compressão elásticas

 

Terapia Compressiva

 

A terapia compressiva é frequentemente utilizada em patologias do foro venoso e linfático, tais como, insuficiência venosa e linfática nos membros inferiores, incluindo varicosidades, linfedema, eczema venoso e úlcera, trombose venosa profunda e síndrome pós-trombótica. Dentro deste tipo de terapia encontram-se as meias de compressão elástica.

 

Meias de compressão elásticas

 

Meias de compressão para que servem?

 

O princípio das meias de compressão elástica consiste na aplicação de um grau de compressão que é maior na zona do tornozelo (100%) e que vai diminuindo progressivamente até à coxa (barriga da perna -70% e raiz da coxa -40%). O gradiente de compressão permite que o sangue flua para cima em direção ao coração em vez de se dirigir para baixo para o pé ou lateralmente nas veias superficiais. A aplicação de uma compressão graduada adequada reduz o diâmetro das veias principais, o que aumenta a velocidade e o volume do fluxo sanguíneo, facilita o retorno venoso e melhora a drenagem linfática.

 

compressão gradual das meias de compressão elásticas

O que são meias de compressão elástica?

 

As meias de compressão elástica são dispositivos médicos prescritos por um médico para a indicação apropriada. De forma a garantir o gradiente de pressão correto devem ser verificadas as medidas de cada paciente, medidas essas que indicam se o paciente pode usar um tamanho standard ou se deve usar um produto feito à sua medida. A sua área de aplicação destina-se ao tratamento de distúrbios venosos e linfáticos e profilaxia da trombose venosa em pacientes com mobilidade.

varizes, insuficiência venosa

Comprimento das meias de compressão elásticas, consoante a área de membro que abrangem:

Comprimento das meias de compressão elásticas
  • AD - até ao joelho;
  • AG - até à raiz da coxa;
  • AT - Collant;
  • AT/U - Collant de gravidez;
  • AT/H - Collant para homem;
 
 
varizes nas pernas
Que meias devo escolher?

Depende da região da perna que esteja mais afetada. Quando a região afetada se localiza abaixo do joelho, uma meia até ao joelho AD é suficiente. Se a região afetada se localizar acima do joelho, deve ser considerada uma meia até à raiz da coxa AG ou eventualmente até uma Collant AT, possa ser mais apropriada.

 

Efeito das meias de compressão elástica
 

Veias varicosas vs Veias saudáveis

Efeito das meias de compressão elástica

 

Como é classificado o grau de compressão?

  • Classe 1: 18-21 mmHg
  • Classe 2: 23-32 mmHg
  • Classe 3: 34-46 mmHg
  • Classe 4: pelo menos 49mmHg
 
 
O que significa mmHg?
 

mmHg, é uma abreviatura médica que corresponde à "milimetros de mercurio", que por sua vez é a unidade de medida de uma pressão. É a mesma unidade de medida de um aparelho de medir pressão. As meias de compressão utilizam um intervalo para o quanto de pressão irá exercer em sua perna, pois a compressão altera dependendo das suas medidas.

 

classe das meias elásticas de compressão

 

Classe ou Grau 1 - Compressão suave: Geralmente com uma compressão de 18 até 21 mmHg, indicadas para pernas cansadas, doloridas ou no caso de permanência por longos períodos em pé ou sentado, viagens de longa distância e prevenção de varizes;

Classe ou Grau 2 - Compressão moderada: Entre 23 a 32 mmHg, os médicos costumam indicar esta meia para varizes com tendência a edema, tratamento de doenças venosas e linfáticas, após tratamentos esclero terápico ou pós-operatório de varizes;

Classe ou Grau 3 - Compressão forte: De 34 a 46 mmHg, meia prescrita pelos médicos em casos de manifestações severas, tratamento de trombose venosa profunda, varizes com edema, insuficiência venosa crônica, e acometimentos em grandes vasos.

Classe ou Grau 4 - Compressão extra forte: 49 mmHg e superior, é uma meia prescrita pelos médicos em casos de manifestações muito severas, tratamento de tumefacções muito prenunciadas e linfedema.

Existem ainda as meias antitrombo que são indicadas para serem utilizadas durante cirurgias, para prevenção de trombos, com uma compressão que varia de 18-23 mmHg, também são indicadas para o pós e pré-operatório, são de cor branca e por norma estão numa embalagem esterilizada, para evitar contaminações. As conhecidas meias hospitalares brancas são usadas em doentes confinados à cama durante longos períodos de tempo. Chamadas de meias anti-trombose por impedirem a formação de coágulos sanguíneos enquanto os pacientes estão acamados. Indicadas para pernas imobilizadas, já que não servem para pacientes com mobilidade.

está confinado à cama durante longos períodos de tempo.

meias antitrombo

Tipo de meias de compressão existentes:

 
Meias de Compressão espessas

As meias de compressão espessas e mais robustas são ideais para homens e mulheres e ao mesmo tempo confortáveis de usar e fáceis de colocar e são fortes o suficiente para fornecer a compressão exata para suas pernas. São mais duráveis e resistentes. Quanto mais robusta e espessa é a meia, maior os danos no sistema venoso.

Meias de compressão transparentes

As meias de compressão transparentes são elegantes, leves e dão um ar de sofisticação, com várias cores que combinam com qualquer guarda roupa elegante. Ideais para mulheres que priorizam a elegância e sofisticação, sem abrir mão dos cuidados da compressão. 

Meias de compressão de Homem

As Meias de compressão elástica de homem são elegantes e confortáveis. Disponível apenas em algumas marcas, essas meias combinam com o homem moderno que cuida da saúde com muita elegância.

meias de compressão elástica mediven homem

Meias de Compressão Desportivas

As meias de compressão desportivas, são ideais para a prática de atividades físicas, e também podem ser usadas para qualquer caso onde seja necessário a compressão 15-20 mmHg ou 20-30 mmHg. São mais robustas para que possam ter uma maior durabilidade. 

meias de compressão desportivas
 
 

Quais os principais fatores de risco?

  • Excesso de peso;
  • Falta de movimento (muito tempo sentado ou em pé);
  • Hábitos tabágicos ou alcoólicos;
  • Terapia hormonal (p.ex. Pílula);
  • Vestuário apertado;
  • Calor em excesso (banhos demasiado quentes, sauna, banhos de sol intensos);
  • Uso frequentemente de saltos altos;
  • Viagens longas.

 

Quais os principais sintomas?

 
Sintomas internos e externos

Quando e quanto tempo deve vestir as meias de compressão?

Pretende-se que as meias sirvam para evitar o edema e as sensações de desconforto causadas por ele e pelas veias dilatadas, assim sendo é fundamental que sejam vestidas antes do edema se estabelecer, ou seja pela manhã. O edema não se estabelece de modo súbito, há tempo para o utilizador se levantar e fazer sua higiene matinal e após isto vestir as meias como se de uma meia comum se tratasse.
 
Nos casos de edemas muito pronunciados (importantes) que já estão presentes logo ao amanhecer, sugerimos que o doente já durma com os pés da cama elevados por 15 a 30cm (posição de Trendelemburg). Assim, pela manhã as pernas estarão desinchadas e pode calçar as meias da maneira acima descrita.
 
Deve utilizar as meias todos os dias, mas deve retirar as meias antes de se deitar para dormir. Não deve usar mais de 24 horas seguidas e deve ser vigilante quanto ao estado das suas pernas.
 
 
 

Quem não pode utilizar as meias de compressão (Desvantagens)?

 
  • Não devem ser utilizadas em pacientes com insuficiência arterial no membro afetado, pois dificultariam ainda mais a circulação arterial.
  • É controversa a utilização nas fases agudas de tromboses venosas superficiais (tromboflebites) e profundas (TVP). Nestes casos é imprescindível ter-se a opinião de um especialista.
 

Quais são as principais indicações clínicas?

  • Doenças venosas: 
    • Telangiectasias (derrames);
    • Varizes (veias varicosas);
    • Inflamação das veias (flebite);
    • Úlcera Varicosa;
    • Pernas inchadas e cansadas;
    • Prevenção de tromboembolismo venoso;
    • Síndrome pós-trombótica;
  • Linf edema e edema crónico dos membros inferiores;
  • Tromboflebite superficial;
  • Gravidez.

 

Vantagens e Benefícios das meias de compressão em cada indicação clínica:

O uso das meias de compressão de forma adequada pode ajudar a reduzir o inchaço e é utilizada nos mais variados tratamentos:
 
Telangiectasias ou derrames
Telangiectasias (derrames):
Praticamente metade da população é afectada por telangiectasias. São vasos sanguíneos muito finos visíveis sob a forma de um padrão próprio de aranha mesmo debaixo da superfície da pele. Têm alguns milímetros ou centímetros de comprimento e estão dispostas em leque. As telangiectasias raramente causam problemas no entanto podem ser um sinal de aviso de veias varicosas subjacentes.
 

varizes ou veias varicosas
Varizes (veias varicosas): 

Usar meias de compressão ajuda a apertar as pernas, estimulando o retorno do sangue ao coração, reduzindo assim a dor e o inchaço. Se a parede da veia ficar mole e dilatada, as válvulas venosas deixam de se poder fechar devidamente e o sangue estagna. Para apoiar o sistema de válvulas venosas, na maioria das vezes é prescrita a utilização de meias de compressão.

 

Flebite ou inflamação das veias

Inflamação das veias (flebite):
Os sinais de veias inflamadas são de uma vermelhidão acentuada, tumefacção, sobreaquecimento e dor aguda ao longo do percurso da veia e inchaços (retenção de líquidos nos tecidos, edemas). Na sequência da inflamação, acumulam-se componentes do sangue nas paredes das veias, formando coágulos sanguíneos, palpáveis como um cordão endurecido.
 
 
Úlceras venosas nas pernas
Úlceras venosas nas pernas (ulcus cruris venosum):
Por norma surgem na parte inferior da perna, ao redor do tornozelo. Além de manter a úlcera limpa e livre de infecções, o principal tratamento é a compressão. Uma meia elástica forte e graduada de compressão é a melhor forma de ajudar para acelerar o processo de cicatrização.
 
 
Pernas cansadas e doloridas
Pernas cansadas e doloridas: 

Desconforto nas pernas devido ao congestionamento nas veias pode ser ajudado pelo uso de meias de compressão. Deve fazer uma Ultrassonografia por Doppler para detectar se as veias superficiais ou se o sistema das veias profundas das pernas estão danificados.

 

Prevenção de trombose venosa profunda
Trombose
 
Tratamento de trombose venosa profunda (TVP)
Meias de compressão por medida são recomendadas para pessoas que tiveram uma TVP como precaução contra o desenvolvimento de complicações. Estes precisam ser usados diariamente, no mínimo dois anos após a TVP. Saiba como os nossos técnicos nas lojas do Colombo, Almada Fórum ou Rio Sul Shopping do Seixal.

Prevenção de trombose venosa profunda
Se teve uma TVP no passado, ou se é considerado particularmente em risco, recomenda-se a utilização de meias de compressão sempre que viaja de avião e sempre que é internado em hospital ou fica imóvel. 
 

Linfedema
Linfedema
Pode desenvolver-se no braço ou na perna após uma operação relacionada com o tratamento do cancro. Se os linfonodos precisarem ser removidos, isso pode afetar a maneira como o líquido é drenado para fora dos membros. Linfedema no braço é comum após uma cirurgia de cancro de mama, por exemplo. Uma manga de compressão pode ajudar o fluido a drenar de volta para o coração, reduzindo o inchaço e a dor.
 

 Meias de compressão para grávida
Gravidez: 
As roupas de compressão não ajudam a melhorar todas as dores que surgem no final da gravidez, mas usar meias de compressão pode ajudar a sentir-se mais confortável e ajudar a proteger contra as varizes.
 
 

Meias de compressão para grávida

 

Para além do previsível aumento de peso, a futura mamã também aumenta em quase 50% a quantidade de sangue no seu corpo durante a gravidez, motivo suficiente para causar o desconforto nas pernas e deixar os pés inchados no fim do dia, o sangue tem mais dificuldade para voltar a ser bombeado para o coração e fica parado nos membros inferiores.

 

As meias de compressão para grávidas funcionam porque fazem uma compressão gradual nas pernas ajudando a bombear o sangue, melhorando desta forma a circulação e diminuindo o inchaço das pernas e o desconforto.

 

Vantagens das meias de compressão na gravidez?

 

Numa futura mamã, as meias de compressão previnem o edema e o inchaço nas pernas e melhoram a circulação ao ajudar a reduzir os batimentos cardíacos da mamã e do bebé durante o período de gravidez.

 

As meias elásticas de grávida estão disponíveis em vários graus diferentes, mas gradual, começam com uma compressão mais forte nos tornozelos que vai diminuindo de intensidade à medida que sobe pela perna.

 

collant de compressão de gravida grau 1 elegance da medi

Deve usar-se as meias a partir de que mês da gravidez?

 

Normalmente as grávidas sentem os pés mais inchados logo a partir do segundo trimestre. As meias de compressão podem ajudar a diminuir o desconforto. Caso exista muito inchaço ou mesmo varizes nas pernas, nesse caso o uso de meias de compressão deve ser diário e acompanhado pela elevação das pernas ao final do dia, quando está em descanso em casa.

 

A maioria das grávidas costuma começar a sentir as pernas inchadas durante o segundo trimestre, as meias de compressão podem ser usadas para a prevenção do inchaço e dores e deve usá-las desde o início da gravidez.

 

Vale a pena questionar o seu obstetra para descobrir qual melhor modelo e graduação, que podem mudar de acordo com a evolução da gravidez. Durante a gestação, o uso também vai depender da necessidade, caso as dores e o inchaço sejam constantes, o médico pode recomendar o uso diário.

 

Devo usar as meias de compressão após o parto?

 

Alguns médicos recomendam que deve usar as meias de compressão até seis meses depois do nascimento do bebé. Mas deve consultar o seu obstetra, para avaliar qual é a situação de circulação nas pernas.

 

Meias de descanso

 

Meias de descanso

As meias de descanso são adequadas para pessoas sem problemas venosos e não podem substituir as meias de compressão no tratamento de doenças venosas.

 

Este tipo de meias não têm uma pressão regressiva controlada, como acontece nas de compressão, e a sua função é de apoio aos tecidos conjuntivos.

O tamanho é, geralmente, determinado tendo por base o tamanho do calçado, peso e altura do paciente.

A sua utilização é recomendada como uma medida profilática quando ainda não existe sintomatologia.

 

A sua compressão pode ser de 70 Den e 140 Den, e existem nas seguintes versões, consoante a área de membro que abrangem:

  • AD - até ao joelho;
  • AG - até à raiz da coxa;
  • AT - Collant;
  • AT/U - Collant de gravidez;
  • AT/H - Collant para homem.
 

 

Diferenças meias de compressão elásticas e meias de descanso:

 

As meias de compressão são usadas quando o paciente já apresenta algum problema na circulação sanguínea. Melhoram o processo de retorno do sangue dos membros inferiores para o coração. As meias de compressão auxiliam no tratamento de trombose e no alívio de doenças venosas crónicas, entre outros problemas que se relacionam com a circulação de sangue.

As meias de descanso são recomendadas para pessoas que ainda não apresentam nenhuma espécie de problema venoso. Nesse sentido, elas não têm pressão regressiva, por isso são usadas como uma medida preventiva (mas não podem substituir o uso das meias de compressão). As meias de descanso ajudam a evitar as temíveis varizes e a aliviar as dores do dia a dia que provocam cansaço e retenção de líquido.

 

Como evitar que este tipo de meias se danifique precocemente?

 

Instruções de lavagem e conservação (como lavar):
 
  • A primeira lavagem das meias deve ser feita em separado das outras peças de roupa (existe o risco de desbotar);
  • Sempre que possível, lavar as meias à mão, enxaguando muito bem sem as torcer. 
  • Se preferir utilizar a máquina de lavar, utilizar o programa das roupas delicadas (de preferência num saco de lavagem em rede). 
  • Não utilizar amaciador.
  • Não secar as meias diretamente ao sol ou junto a fontes de calor;
  • Os produtos possuem um tempo de utilização máximo de 6 meses, período esse que depende da sua correta manipulação (cuidados de manutenção e ao calçar e descalçar).

 

Precauções ao colocar as meias (como calçar):
  • Retirar anéis ou outro tipo de joelharia;
  • Ter cuidados com as unhas para não levantar fios das malhas;
  • Usar sempre as pontas dos dedos no manuseamento das meias e nunca as unhas;
  • Virar a meia do avesso até ao calcanhar, vestir a meia até essa região e só depois começar, lentamente e com cuidado, a puxar a meia até à sua zona final.
 

Para retirar as meias, virar a meia até ao calcanhar, e só aí puxar a meia, cuidadosamente, nessa zona e retirá-la lentamente.

 

Conheça os melhores preços das meias de compressão de grau 1 e 2 e das meias de descanso

Conheça os preços das meias para diabéticos e como manter o pé de diabético saudável e seguro.

 

Bibliografia:
 

Diabetic.co.uk. (2017). Diabetic Socks. Retrieved from https://www.diabetes.co.uk/diabetic socks.html

Lim, C. S., & Davies, A. H. (2014). Graduated compression stockings. Canadian Medical Association Journal, 186(10), 391–398. https://doi.org/10.1503/cmaj.131281

Juzo®

Medi®

 

Diferenças meias de compressão elásticas e meias de descanso?

Data: 13-09-2019

De: Vanessa

Assunto: Derrames e dor

Boa tarde,por passar muitas horas em cima de saltos estou a ficar com muitos derrames nas pernas,dor,ardor,comichao nas pernas.Que tipo de meia devo usar para evitar mais derrames e nao ter dor nem todos os outros problemas.

Data: 03-10-2019

De: Vanessa Saraiva

Assunto: Re:Derrames e dor

Bom dia, desde mais agradecemos o seu contacto.
Pela informação que nos solicita verificamos que todos os seus sintomas se inserem nas indicações para a utilização de meias elásticas. Uma vez que já existem derrames precisamos exercer uma compressão gradual de modo a que exista um maior retorno venoso sem que seja exercido excesso de esforço pelas válvulas que existem nas nossas pernas. As meias de compressão irão ajudar na circulação sanguínea de modo a diminuir também na redução dos restantes sintomas como a dor e a comichão provocadas pela insuficiência do retorno do sangue. Pode conciliar também o uso das meias com a utilização de um creme hidratante e refrescante, colocando-o à noite após tirar as meias elásticas.

Data: 12-09-2019

De: Maria Alves

Assunto: Informação

Fui operada ás varizes onde me foi retirada a veia sanfana .
Passado três semanas está aparecer umas pequenas varizes será por eu usar meia calça elástica ?
O médico receitou me meias elásticas tipo 2 mas como eu ñ consigo aguentar a pressão nas coxas optei por meia calça elástica com o mesmo tipo será que é a mesma coisa?
Agradecia que me esclarecesse por favor muito obrigado

Data: 03-10-2019

De: Vanessa Saraiva

Assunto: Re:Informação

Bom dia, agradecemos o seu contacto.
O uso do collant elástico não estará a provocar o aparecimento das varizes novamente.
A meia até à coxa e o collant, sendo ambas de classe 2, têm a mesma compressão/ funcionalidade uma vez que o cos do collant não tem elasticidade compressiva.
Convém ter a certeza que a compressão do collant é de grau 2 e que as medidas estão corretas para si.

Data: 26-09-2018

De: Maria Pereira

Assunto: Viagem de muitas horas sentada

Vou no próximo mês fazer uma viagem de muitas horas de voo e embora não tenha varizes as pernas incham nos tornozelos principalmente, se ficar muito tempo sentada. Que tipo de meia devo usar para prevenir acidente

Data: 08-10-2018

De: Rute Crispim

Assunto: Re:Viagem de muitas horas sentada

Boa tarde Maria Pereira,

Para ir devidamente protegida no minimo deve levar umas meias de viagem. obrigada

Data: 18-09-2018

De: Liliana Paiva

Assunto: Informação

Boa noite,

Em julho foi me diagnosticado uma trombose numa veia do ovário, estou a tomar medicação, hoje comecei a dar aulas e passei quase toda a tarde de pé e senti as pernas muito pesadas. Gostaria de saber que tipo de meias é que devo utilizar.

Data: 08-10-2018

De: Rute Crispim

Assunto: Re:Informação

Boa tarde D Liliana,

Deve verificar junto do seu médico qual a melhor opção para si!
Sem mais informação diria que no mínimo deve usar umas meias de compressão grau I, caso já tenha sido operada entretanto, deve passar para grau II.

Data: 07-08-2018

De: Patrocínia Silva

Assunto: Pernas muito inchadas

Bom dia a minha mãe tem 83 anos e tem as pernas e os pés muito inchados gostava de saber que tipo de meias ela deve de usar.
Obrigada
Cunprimentos

Data: 17-08-2018

De: Daniela Teixeira

Assunto: Re:Pernas muito inchadas

Bom Dia D. Patrocínia,

Necessitamos mais informação para uma boa análise. Convém sabermos se o inchaço advém de problemas venosos ou arteriais ou de outra origem. Visite uma das nossas lojas para um técnico realizar a melhor análise!

1 | 2 >>

Novo comentário