O que é o Síndrome de Haglund?

01-10-2018 20:05

Síndrome de Haglund

Deformidade de Síndrome de Haglund
 
 

A deformidade de Haglund trata-se de uma anomalia da região postero-superior do calcâneo, na qual se verifica um aumento ósseo na zona de fixação do tendão de Aquiles. Isto resulta na irritação dos tecidos moles adjacentes devido à fricção da referida proeminência óssea em calçado rígido.

 

Frequentemente esta deformidade conduz à bursite retrocalcaneal e ao espessamento e inflamação do tendão de Aquiles – sendo que a combinação destas patologias é definida como Síndrome de Haglund.

 

Síndrome de Haglund

 


Esta condição verifica-se comummente em mulheres jovens, devido à utilização frequente de sapatos altos e apertados, podendo contudo também acometer homens. Na maioria dos casos, afeta o indivíduo bilateralmente, e o uso constante de calçado duro leva ao agravamento da sintomatologia.

 

sapatos altos e apertados e o síndrome de Hanglund

 

As manifestações clínicas iniciam com o surgimento de um ponto sensível, rígido e avermelhado na região posterior do calcâneo. Este ponto tem tendência a aumentar, provocando dor localizada. Este distúrbio pode tornar-se crónico. A dor é mais intensa após períodos de repouso, e pode estar associada à bursite retrocalcaneal e à tendinite do tendão de Aquiles.

 

Etiologia

 

Trata-se de uma condição idiopática, sem origem concreta, podendo existir várias causas:

  • Tendão de Aquiles proeminente e/ou encurtado
  • Pé cavo, com arcada alta
  • Pisada supinada, com uma tendência a andar na parte externa do calcanhar
  • Hereditariedade
 

Alguns fatores podem contribuir para o desenvolvimento desta condição, tais como:

  • Prática excessiva de corrida
  • Utilização de calçado desadequado e/ou muito apertado
  • Alterações biomecânicas das articulações do pé
 

Diagnóstico

 

De modo a diagnosticar esta síndrome é necessária a realização de uma avaliação clínica e radiografias laterais do tornozelo.

 

radiografia de deformidade de Haglund

 

Tratamento

 

O tratamento pode ser conservativo ou cirúrgico, sendo o conservativo mais frequentemente indicado. Este pode consistir na elevação do calcanhar com a utilização de talonetes no calçado para diminuir a pressão sobre o calcanhar, utilização de ortóteses, aplicação de gelo, alongamentos, fisioterapia, administração de anti-inflamatórios e injeção local de esteroides (mediante prescrição médica) ou imobilização em alguns casos.

 

O tipo de calçado utilizado deve ser reavaliado, podendo ser necessário o almofadamento ou elevação do calcâneo.

 

A medicação anti-inflamatória, exercícios de alongamentos e fisioterapia podem auxiliar no alívio da tensão do tendão. As injeções locais de esteroides também são utilizadas em casos refratários.

 

Em casos resistentes, o tratamento cirúrgico poderá ser necessário, como a excisão das exostoses ósseas do calcâneo para descompressão retrocalcaneal, ostectomia ou osteotomia do calcâneo. A resseção óssea inadequada pode levar à recorrência dos sintomas.

 

O que é o Síndrome de Haglund?

Data: 04-10-2019

De: José Geraldo Miranda O

Assunto: Quero saber o que fazer para trata a deformidade de

Já fiz infiltração já tomei anti inframatorio

Novo comentário